Disseminando a Beleza Limpa

Todo fornecedor de matéria-prima para cosméticos deveria criar produtos de higiene bucal veganos

O estilo de vida vegano e vegetariano são os grandes destaques na indústria de alimentos e bebidas atualmente. Consumidores preocupados com a saúde estão buscando ampliar a aplicação desses princípios a todos os aspectos de suas rotinas, inclusive aos cuidados pessoais. Todo fornecedor de matéria-prima para cosméticos deve estar atento a essa mudança e criar soluções adequadas.

A higiene bucal é um mercado muito importante. Afinal, as pastas de dente e demais produtos de higiene bucal têm uma relação importante com os consumíveis e as pessoas vão aplicar esse raciocínio ao analisar seus rótulos. Usar ingredientes vegetais conhecidos é uma grande estratégia, mesmo quando consideramos velhos conhecidos como a hortelã. Mas antes de discutirmos as soluções, vamos falar mais sobre o meio ambiente.

A preocupação com a saúde se encontra com a preocupação com o meio ambiente

A saúde é o principal motivador ao optar por produtos veganos quando se trata de comidas e bebidas. Os consumidores desejam ingredientes que reconhecem e confiam, que nutram seus corpos e promovam uma boa saúde. O mesmo vale para os cuidados pessoais; o mundo está mudando, os ingredientes artificiais estão saindo de cena e os naturais e crus estão em alta. A Mintel, por exemplo, relata que 37% dos consumidores do mercado de beleza nos EUA buscam produtos naturais, pois são livres de ingredientes químicos que desejam evitar.

No entanto, no âmbito do mercado de beleza e cuidados pessoais, outro grande motivador é a crença de que as proteínas vegetais são melhores para o meio ambiente quando comparadas às proteínas animais. As alegações veganas continuam crescendo no mercado de beleza e estão alinhadas com o movimento cruelty-free e com a narrativa de sustentabilidade que atrai consumidores preocupados com o meio ambiente.

Todo fornecedor de matéria-prima para cosméticos deve explorar esse poderoso movimento. As marcas de higiene bucal estão respondendo a este notável interesse por fórmulas naturais, anunciando cada vez mais produtos com propriedades vegetais. Incrivelmente, a popularidade dessas fórmulas se mantém mesmo quando sua eficácia é prejudicada; na China, 60% dos usuários de produtos de higiene bucal escolheriam um creme dental com ingredientes mais naturais, ainda que a experiência do usuário fosse comprometida (Mintel, 2019).

A dupla abordagem que todo fornecedor de matéria-prima para cosméticos deve buscar

No entanto, isso não significa que um produto de higiene bucal natural tenha que comprometer a eficácia. Na verdade, existem soluções para marcas que buscam atrair tanto clientes veganos como tradicionais. A hortelã é uma antiga conhecida que resistiu ao teste do tempo e o Mint ECO da Provital oferece a solução que os fornecedores de matéria-prima para cosméticos preocupados com o meio ambiente buscam. Vamos explicar como.

Em diversos estudos in vitro, o óleo de hortelã demonstrou ter efeitos antibacterianos contra bactérias gram-positivas e gram-negativas, além da ação bacteriostática contra o Streptococcus thermophilus e o Lactobacillus bulgaricus (Gardiner, P., 2000). Assim, a hortelã possui propriedades antibacterianas naturais que são perfeitas para um produto de higiene bucal.

Além disso, o extrato de hortelã também demonstrou ter propriedades antioxidantes e antiinflamatórias, que são úteis para acalmar as gengivas e manter a saúde bucal no geral. Em um estudo pré-clínico, um extrato seco 80% etanólico feito a partir da folha de hortelã apresentou atividade antiinflamatória contra inflamações agudas e crônicas (ESCOP, 2003).

Por fim, o Mint ECO da Provital tem origem 99,4% natural e o selo de aprovação da Vegan Society. Isso permite que os fornecedores de matéria-prima para cosméticos tenham afirmações veganas e naturais autênticas sobre seus produtos, atendendo às demandas do consumidor preocupado com o meio ambiente e com a saúde, que influenciam cada vez mais o mercado tradicional.

Deja un comentario

No hay comentarios

Todavía no hay ningún comentario en esta entrada.