Disseminando a Beleza Limpa

Geração de resíduos: como as marcas de beleza e cuidados pessoais podem garantir a sustentabilidade em toda a cadeia produtiva

Atualmente, a sustentabilidade se tornou um elemento-chave em qualquer Programa de Responsabilidade Social Corporativa. No entanto, as empresas precisam entender a sustentabilidade em seu conceito mais amplo, que envolve o cuidado tanto dos recursos naturais como humanos. Ao tratarmos das empresas de beleza e cuidados pessoais, esta atuação deve abranger toda a cadeia produtiva e a geração de resíduos se torna um desafio central.

A geração de resíduos representa o descarte dos materiais e da energia desnecessários ao processo de manufatura de um produto. Isto se tornou, portanto, uma das principais preocupações dos consumidores com uma orientação ética, que estão, por sua vez, cada vez mais informados e demandam mais transparência e coerência das empresas.

Para atender esta demanda, é fundamental compreender o papel da geração de resíduos e perceber como as empresas podem garantir a sustentabilidade em toda a cadeia produtiva ao atuar e aplicar os conceitos da economia circular.

Por que se preocupar com a geração de resíduos e a sustentabilidade

As marcas de beleza e cuidados pessoais estão cada vez mais conscientes de como a Responsabilidade Social das Empresas, no que tange a sustentabilidade, desempenha um papel fundamental no mercado atual. Na verdade, como exposto pela pesquisa “Voice of the Industry”, conduzida pela Euromonitor International, em junho de 2020, 73% das empresas acreditam que a sustentabilidade é importante para a reputação da marca.

Esta mudança ocorreu gradualmente com a alteração no comportamento dos consumidores. Esta mesma pesquisa revela que a maioria dos consumidores está disposta a comprar produtos de marcas que estejam alinhadas com seus valores éticos e percebem isso como uma forma de participar ativamente de questões políticas e sociais.

Diante desta profunda transformação, as empresas estão dispostas a responder de múltiplas formas, inclusive desenvolvendo produtos sustentáveis, garantindo a extração sustentável dos ingredientes e construindo uma cadeia produtiva resiliente.

Aborda-se, assim, a sustentabilidade como um conceito holístico que deve permear as empresas em todos os níveis (desde as instalações e tecnologias empregadas, até o design do produto e a escolha dos fornecedores certos) para promover uma redução significativa dos impactos ao meio ambiente.

A transparência quanto aos ingredientes e sua origem é valorizada pelo cliente final, como exposto em nossa entrevista com a Dra. Tang sheng Nan: na verdade, a eficácia percebida e demandada pelo consumidor está cada vez mais focada nos ingredientes.

Além disso, ações como a implementação de projetos de Compartilhamento de Acesso e Benefícios (CAB) ou a aplicação da economia circular e do rastreamento da cadeia produtiva são essenciais em uma abordagem holística da sustentabilidade. A minimização da geração de resíduos também está no centro dessas iniciativas.

Ao integrar estas e outras iniciativas, os produtos de desperdício zero estão rapidamente se tornando o futuro no setor de beleza.

O que pode ser feito: Provital, a geração de resíduos e além

Na Provital, estamos comprometidos com a minimização da geração de resíduos por meio dos nossos princípios de Responsabilidade Social da Empresa e Sustentabilidade (RSE+S). Isto é uma prova da nossa total dedicação em promover melhorias ambientais, sociais e produtivas para então se tornar um fornecedor e parceiro de negócios sustentável.

Para tanto, existem inúmeros acordos internacionais que guiam nossas ações e compromissos:

  • Acordo Mundial da ONU (Desenvolvimento Sustentável)
  • Regulamento ABS e Protocolo de Nagoya
  • Global Reporting Initiative (GRI)
  • Organização Internacional do Trabalho (OIT)
  • ISO 26000: Guia sobre a Responsabilidade Social

Além disso, as inovações nos processos também estão no centro do nosso comprometimento com a redução da geração de resíduos, à medida que enfrentamos os vários riscos de sustentabilidade que podem surgir na cadeia produtiva. Existem inúmeras ações que adotamos nesse sentido:

  • Fornecedores 0 km: trabalhamos para garantir o fornecimento local e nacional dos ingredientes, o que significa uma menor emissão de carbono, menos consumo de combustível e um menor impacto ambiental. 
  • Asseguramos o respeito ao meio ambiente e a biodiversidade por meio de certificações orgânicas e naturais, ao mesmo tempo em que promovemos a transparência. Isto também abrange o controle de cada etapa da nossa cadeia produtiva. Por exemplo, nossos ingredientes naturais possuem certificação 100% natural, de acordo com o ISO16128 e nossa empresa recebeu o Certificado UEBT, em reconhecimento ao nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável e ético. 
  • Beleza circular: ao monitorar a geração de resíduos, aplicamos conceitos da economia circular aos nossos processos, reconstruindo este conceito dentro de uma abordagem de “beleza circular” para atingir uma indústria de cosméticos com zero resíduos. 

Percebendo como um terço dos alimentos produzidos vai para o lixo, optamos por usar esses recursos na produção dos nossos cosméticos. Assim, transformamos os resíduos em produtos novos e melhores, aplicando processos de “super-reciclagem“. Por exemplo, nós obtemos arroz dos grãos descartados, maçãs dos resíduos da indústria de sucos e buchu dos resíduos dos óleos essenciais.

Além do nosso trabalho junto aos fornecedores, 70% dos resíduos da nossa produção são tratados seguindo as práticas da economia circular. Ao mesmo tempo, uma parte da geração de resíduos da produção da Provital recebe um tratamento biológico aeróbio específico (compostagem), dando uma sobrevida a alguns dos nossos resíduos vegetais que resultam da produção de nossos ativos. Assim, a planta utilizada na fabricação de um ativo, uma vez extraído, torna-se parte de uma mistura de resíduos que a Provital utiliza na produção de um composto destinado à agricultura.

  • Durante a produção, existem ainda uma série de ações que adotamos para minimizar a geração de resíduos e o esgotamento dos recursos. Por exemplo, medimos o consumo e o desperdício de água, uma ação que já viabilizou a redução do consumo de água por 5 anos consecutivos em um total de 40%, em 2019.

Ao adotar essas mudanças, visamos a sustentabilidade como um conceito que perpassa por toda a empresa. Assim, as marcas de beleza e cuidados pessoais podem gerar processos ecologicamente corretos que vão além da resposta às demandas dos consumidores: cria-se uma empresa proativa e ética.

Deja un comentario

No hay comentarios

Todavía no hay ningún comentario en esta entrada.