Disseminando a Beleza Limpa

Por que a proteína hidrolisada do trigo é campeã entre os cuidados capilares orgânicos

A proteína hidrolisada do trigo está se tornando um ingrediente cada vez mais presente em listas de produtos premium para os cuidados capilares e com a pele. Isto é resultado de uma tendência na qual consumidores demonstram a preferência por produtos com ingredientes que lhe são familiares, identificáveis e derivados da natureza. Na verdade, de acordo com um estudo recente, 18% dos consumidores franceses trocaram um produto de higiene pessoal que usava regularmente por uma versão natural ou orgânica nos últimos três meses. (Lightspeed/Mintel, 2019). 

Entretanto, esta relevante mudança no comportamento dos consumidores não está apenas restrita aos próprios ingredientes; eles também querem a garantia de que os ingredientes têm uma origem sustentável. Neste sentido, examinamos como esta dupla tendência se verifica no que diz respeito à proteína do trigo, um extrato cada vez mais solicitado para os cuidados com os cabelos.

New Call-to-action

O que é a proteína hidrolisada do trigo?

Apesar de seu grande destaque recente, a proteína hidrolisada do trigo já é utilizada no ramo da beleza e dos cuidados pessoais há muitos anos. Isto pois a proteína hidrolisada do trigo – também conhecida como fitoqueratina – é rica em aminoácidos. Como tais proteínas são de origem natural, as proteínas hidrolisadas para o cuidado capilar frequentemente estão entre as listas de ingredientes utilizados pelas marcas de produtos de beleza orgânicos. 

Para dar uma breve explicação sobre como funciona, as proteínas hidrolisadas para os cabelos servem para dilatar a haste capilar, retendo a umidade e dando volume. A proteína do trigo para os cabelos forma então uma película protetora na superfície do cabelo, proporcionando um efeito brilhante e sedoso.

As proteínas do trigo também são muito utilizadas em cosméticos e produtos para a pele, já que esta propriedade também ajuda a reter a hidratação na epiderme. As proteínas também servem para dar firmeza e estimulam o enrijecimento da pele, apresentando um efeito anti-idade.

Proteína hidrolisada do trigo para os cabelos: contém glúten? 

No entanto, aqueles que monitoram as tendências no ramo orgânico de beleza podem observar um fato um pouco contraditório no aumento da popularidade da proteína hidrolisada do trigo. Como já mencionado, consumidores conscientes estão demonstrando uma preferência por ingredientes à base de alimentos identificáveis. Um estudo recente elaborado pela GlobalData indica que, em todo o mundo, os consumidores enxergam os ingredientes à base de alimentos como mais seguros. Mesmo assim, no âmbito da alimentação saudável, os produtos de trigo e glúten acabaram recebendo uma certa má fama conforme cresce a conscientização em relação à doença celíaca e verifica-se o aumento da sensibilidade ao trigo. O mercado de beleza, por outro lado, é diferente e o glúten pode estar presente em diversos produtos que contenham a proteína hidrolisada do trigo, já que ele incorpora benefícios como o de hidratação.

A proteína hidrolisada do trigo é segura para consumidores com sensibilidade ao glúten? 

Apesar da predominância de produtos sem glúten na alimentação saudável, o cenário no mercado de beleza e dos cuidados com os cabelos é diferente. De acordo com um estudo feito por um Painel de Especialistas da The Cosmetic Ingredient Review (CIR), a proteína hidrolisada do trigo e o glúten de trigo hidrolisado, que atuam como agentes condicionadores da pele e dos cabelos, não é capaz de desencadear reações em indivíduos sensíveis. Esta conclusão é de que mesmo os indivíduos com uma sensibilidade alimentar ao trigo podem se valer, com segurança, das propriedades deste grão nos cosméticos.

Destaque: a proteína hidrolisada do trigo extraída com ética para produtos capilares

Inúmeras marcas estão atendendo à demanda por ingredientes naturais e orgânicos adicionando a proteína hidrolisada do trigo em produtos capilares e outros.

Entretanto, para se destacarem dentro de um mercado competitivo, as marcas precisam priorizar a extração sustentável de ingredientes naturais. De acordo com o Mintel Trend Driver Value, observa-se uma mudança nos hábitos de consumo das pessoas. Elas estão se tornando cada vez mais conscientes quanto a preservação do meio ambiente e adotam um comportamento de compra baseado na ética e no propósito.

Portanto, a extração sustentável deve ser a prioridade para marcas que atuam no mercado de produtos “naturais” e “orgânicos”. Tais empresas estarão sob um escrutínio maior quanto à origem de seus produtos. Há uma percepção entre os consumidores que os produtos naturais são melhores para o meio ambiente (Mintel, 2017), mas isto nem sempre é verdade. Com grãos como o trigo, a agricultura intensiva pode esgotar os recursos naturais. Assim, marcas que buscam faturar na tendência da proteína hidrolisada do trigo devem enfatizar que sempre cultivaram seu trigo de maneira sustentável, permitindo que se destaquem das demais marcas. A Provital reconheceu a necessidade desta dupla abordagem e desenvolveu o ativo Keraveg. Aliado ao Matrix Plus, este ativo possui um sistema de liberação sequência exclusivo de hidrolisados, que reparam e reidratam as fibras capilares para um cabelo mais forte e brilhante. Todo o trigo que a Provital usa é extraído de maneira sustentável, garantindo que as marcas de beleza possam fabricar produtos que cuidam da saúde dos cabelos e do meio ambiente, da forma como buscam os consumidores que tenham uma consciência ambiental e com a saúde.

New Call-to-action

Deja un comentario

No hay comentarios

Todavía no hay ningún comentario en esta entrada.