Disseminando a Beleza Limpa

Biocosmética: por que este é o novo fator de diferenciação das marcas

A biocosmética é a evolução dos cuidados naturais com a pele, apresentando mais de 99% de seus ingredientes derivados de plantas. Ainda que os ingredientes naturais possuam inúmeros benefícios para nosso cabelo, pele e corpo, as marcas de beleza devem ir ainda mais longe conforme vão surgindo novas e importantes dinâmicas no mercado da beleza natural. A biocosmética oferece uma resposta diferente para as novas demandas dos consumidores e  as marcas precisam abordá-la.

É evidente que o movimento de beleza natural continua a moldar a indústria de beleza, à medida que os consumidores se tornam mais conscientes acerca dos ingredientes utilizados nos produtos de beleza e cuidados pessoais. Atualmente, percebe-se que os consumidores buscam ativamente o que acreditam ser seguro, com 44% das pessoas concordando que ingredientes naturais são mais seguros do que seus compostos equivalentes sintéticos (Mintel, 2019). Isto se verifica principalmente entre mulheres na faixa etária de 25 a 54 anos.

New Call-to-action

Esta tendência não mostra nenhum sinal de estar diminuindo; as mulheres desta faixa etária estão dispostas a pagar mais caro por produtos que contenham ingredientes naturais. No entanto, à medida que o segmento mais jovem deste grupo vai ficando mais velho, a preferência por ingredientes naturais deixa de ser encarada como uma vantagem do produto e se torna mais uma expectativa. Isto sugere que o aspecto “natural” pode ser um fator de diferenciação mais eficaz para as marcas, que podem inclusive obter certificações naturais e orgânicas. É aqui que entra a biocosmética e, a seguir, apresentamos suas características de maneira mais profunda.

O que é a biocosmética?

A biocosmética engloba os produtos de cuidados com a pele e com o corpo feitos utilizando ingredientes naturais e de origem vegetal. Essas matérias-primas não precisam ser cultivadas de forma orgânica; elas podem ser cultivadas empregando meios tradicionais ou ser o resultado de processos de cultivos inovadores em laboratórios.

De fórmulas para o cuidado de tatuagens, a recuperação da elasticidade da pele e os cuidados capilares, as soluções naturais estão ganhando espaço e oferecendo tratamentos populares e eficientes para consumidores dotados de uma consciência ecológica que estão em busca de produtos naturais. A biocosmética vai ainda mais longe.

Os seguintes pontos resumem os principais aspectos da biocosmética:

  • 99% ou mais de seus componentes deve ser de origem vegetal
  • Não possuem conservantes, corantes, silicones ou outras substâncias artificiais
  • Não é testada em animais
  • Sua embalagem é sempre reciclada ou reciclável
  • O impacto da produção biocosmética sobre o meio ambiente é mínimo, tal qual outras em etapas da cadeia produtiva como é o caso do transporte e da estocagem.
  • A biocosmética deve possuir certificações Ecocert, Cosmébio, USDA ou BDIH

Quer seja produzida de forma orgânica ou industrialmente, a sustentabilidade é sempre um fator chave. A biocosmética compreende que, às vezes, as técnicas de cultivo mais sustentáveis ocorrem dentro de um ambiente laboratorial, então os pesquisadores tentam encontrar maneiras inovadoras de cultivar ingredientes naturais.

A Provital já está desenvolvendo ingredientes a partir de células-tronco vegetais. Nós já temos em nosso portfólio os nossos ativos Lingostem™, Orchistem™, and Citrustem™. O Orchistem™, por exemplo, utiliza células-tronco de orquídeas cultivadas em laboratório para desbloquear essa planta rara e rejuvenescedora. As células-tronco das orquídeas estimulam a comunicação entre as células-tronco da pele e os fibroblastos, resultando em um amplo efeito rejuvenescedor.

A biocosmética é eficaz?

Apesar da demanda constante por ingredientes naturais, um tópico continua sendo o motivador principal nas decisões de compra: a eficácia. Como tal, os ingredientes naturais e a biocosmética devem servir a um propósito concreto, especialmente para satisfazer os consumidores mais jovens e que estão habituados a fazer pesquisas. Em última análise, as escolhas de produtos desse grupo será baseada na eficácia, portanto as marcas devem evitar artifícios e truques.

É certo que há uma propaganda cada vez maior em torno das referências naturais por trás da biocosmética, mas ela realmente funciona? Embora seja difícil de generalizar, é claro, a biocosmética possui uma vantagem: sua composição natural facilita a criação de fórmulas suaves e hipoalergênicas.

Combinando a natureza com a ciência

O mercado de beleza é altamente competitivo e as marcas costumam contar com ingredientes para se destacar das suas concorrentes. As mulheres, em especial as mais jovens, agora esperam que as marcas utilizem ingredientes naturais em suas formulações. É isso que torna a biocosmética tão atraente: com quase 100% de ingredientes naturais, estes produtos possuem um fator de diferenciação chave neste mercado já saturado. Além disso, existe um potencial incrível de atender a demanda por produtos com uma maior eficácia, já que a característica básica da biocosmética visa a combinar natureza e ciência. Pensando no futuro, esperamos ver muitos mais produtos no ramo da biocosmética se destacando ao inovar utilizando a natureza.

New Call-to-action

Deja un comentario

No hay comentarios

Todavía no hay ningún comentario en esta entrada.